logo teste

Viagens Marrocos

mil e uma experiências

programa de viagem à medida - guias em português

viagensmarrocos@trilhosalama.com
TEF.COMERCIAL-0351 932555593
TEF.MARROCOS–00212 662810005
tripadvisor

Meknés

Meknes

A cidade de Meknés(Mequinez nos antigos textos portugueses), situa-se no Centro Norte do país. Na planície fértil do Sais, onde se também se situa Fez, a norte do Médio Atlas 150km a oeste de Rabat e 60km a leste de Fez. Ao norte, encontram-se as ruínas romanas de Volubilis e a cidade santa de Moulay-Idriss, fundada em 788.

É capital da Provincia Meknés-Tafilalet e estimava-se que em 2012 tivesse 616.110 habitantes.

A cidade histórica é rodeada por uma enorme muralhacom 40km deameias e torres. Uma das principais atrações é o Palácio de Dar El Kebira construído pelo sultão Moulay Ismail no Séc XVII, assim como sua Medina em estilo hispano - mourisco, cercada por paredes altas com grandes portas que hoje mostram a mistura harmoniosa de estilos islâmicos e europeus do Magreb desse século.

A outrora capital deMarrocos, hoje é uma das Cidades Imperiais. Desde 1966, seu Centro Histórico está classificado como Património Mundial da UNESCO.

História

A história de Meknès parece remontar à criação dum povoado rural não fortificado no século VIII. No século seguinte, a tribo berbere dos Meknassa, estabeleceu o seu acampamento a norte dooued Boufekrane, dando nome à cidade. No século XI com a chegada dos Almorávidas, Meknès torna-se um lugar militar. Os Almóadas destroem a cidade por esta lhes ter resistido, reconstruindo-a maior e mais bela, com mesquitas, nomeadamente a Grande Mesquita, entre 1199 e 1213, e poderosas fortificações.

No século XIV a cidade é tomada pelos Merínidas, fundadores das escolas corânicas – Medersas, nomeadamente o Bou Anania. No mesmo século, são também construídos Kasbahs (fortalezas) e mesquitas.

O mais célebre dos sultões Alaouitas – Moulay Ismail, que governou Marrocos durante 55 anos, entre 1672 e 1727, refunda Meknès para fazer dela a sua capital. Moulay Ismail reorganizou o país e assegura a sua pacificação, depois de dirigir uma série de expedições militares contra as tribos insubmissas, os turcos e os cristãos (sobretudo portugueses). Também fortalece o poder central, conhecido como Makhzen(palavra árabe de que deriva "armazém", e que tem o mesmo significado literal, que é usada para designar o tesouro real e os aprovisionamentos, que por metonímia designa os territórios sujeitos a impostos e controlados pelo estado, por oposição ao bled-es-Siba["país da desordem"], onde impera o poder local das tribos mais ciosas da sua independência.

Moulay Ismail glorifica a sua capital graças ao dinheiro confiscado aos marinheiros cristãos capturados no mar e presos na imensa prisão subterrânea que ainda hoje se pode visitar sob a almedina de Meknés. Construiu edifícios, jardins, portas monumentais, fortificações, muralhas gigantescas cujo perímetro ultrapassa 40km e numerosas mesquitas com belos minaretes Por essa razão, Meknés é chamada "a cidade dos cem minaretes".

Entre 1912 e 1956, período colonial, os franceses apelidaram Meknés de "Versalhes de Marrocos" ou "pequena Paris", realçando a beleza da cidade, frequentemente considerada a mais bela das quatro cidades imperiais. Durante algum tempo ali residiu o Marechal Lyautey, que ali tinha o seu quartel-general. A zona mais popular da cidade é a antiga almedina, chamada"Mdina Kdima", onde residia Moulay Ismail.

Clima

De Clima Tipo Mediterânico, tem influências continentais, notórias sobretudo no inverno e verão. A diversidade geográfica da região faz com que cada uma das suas zonas naturais apresente especificidades climáticas particulares.

As temperaturas máximas variam entre os 30 e os 45ºC e as mínimas entre 0 e 7ºC, mas por vezes baixam abaixo do zero graus.

 

Localização

Roteiros que passam por Meknés:

Informações Uteis

viagensmarrocos@trilhosalama.com
TEF. COMERCIAL - 00351 932555593 

TEF. MARROCOS – 00212 662810005
tripadvisor